Eliminando harmônicos na rede elétrica. Uma abordagem sob a visão da eficiência e qualidade no processo produtivo.

Atualmente todas as ações de combate a crescente carga de harmônicos presentes na rede elétrica se baseiam na adequação da continuidade do processo,  em convivência com a distorção,  requerendo grandes investimentos em instalações superdimensionadas, contabilização das perdas por reativos ou queima e desgaste de máquinas e equipamentos de medição.

Esta única alternativa até o final do ultimo século, contemplou as chamadas reservas de potência para expansões em ambientes fabris e prediais , salvando grande parte do investimento pelo simples funcionamento, ainda que não econômico, das diversas atividades dependentes da energia elétrica.

Diante de um novo cenário, onde deve-se considerar os seguintes fatores:

  • Aumento exponencial de insumos utilizados nos equipamentos elétricos, tais como transformadores e cabos (aço e cobre).
  • Internacionalização dos preços da cesta energética, a saber termelétricas com combustíveis não renováveis e os preços da eletricidade de forma ampla.
  • Aplicação contínua e crescente de automação com fontes não lineares, inversores de freqüência e sistemas computadorizados, que requerem cuidados adicionais em relação as deformações da forma de onda de tensão aplicada a estas cargas.
  • Racionalização do espaço físico e do aproveitamento de instalações existentes.

Faz se necessário aplicação da  recente alternativa, e por enquanto , exclusiva, de Filtros Ativos de Harmônicas para a eliminação de conteúdo harmônico total presente na rede, oriundo do comportamento das cargas.

Esta tecnologia elimina os principais pontos negativos das soluções atuais, que são:

-Perdas por aquecimento e dissipação térmica dos harmônicos indesejáveis
-Danos a bancos de capacitor para correção do reativo, gerados por ressonância.
-Despolarização dos filtros passivos, devido ao comportamento dinâmico das cargas, tornando-os inócuos ou amplificadores de problemas.
-Dificuldades de implantação das soluções, tanto física, como economicamente.

Dadas as premissas, nosso tema será explorado visando definir o modelos de filtro ativo sob uma visão construtiva, suas principais características,funcionamento, performances práticas, dimensionamento, aplicação e instalação.