SunBR_Area_MedicaA nova linha de nobreaks SunBR foi desenvolvida com recursos específicos para as demandas na área medica, tais como Laboratórios, UTI, Centros cirúrgicos, Home Care, hospitais e clinicas.

Neste segmento é mandatório o atendimento a Norma brasileira NBR13.534 para instalações elétricas nas salas do Grupo2 (sala cirúrgica, UTI, sala de cateterismo, sala de monitoramento). Esta instalação é exigida pela portaria do M. S. n.º 2662 de Nov/1995.

Um dos principais requisitos para atendimento desta norma  é o transformador isolador que pode estar incorporado ao nobreak, atuando inclusive nas condições de by-pass automático e manual, garantindo que o potencial para a carga médica seja isolado da rede.

A alimentação de algumas aplicações na área medica  devem ser redundantes, isto é, em hipótese alguma poderá faltar energia. Isto é feito por gerador em até 15 seg. e nos casos quando há equipamentos de manutenção de vida, luz sialítica e monitoração de dados, esta energia deve voltar em até 0,5 seg. O sistema mais confiável para atendimento destes requisitos  são NO-BREAK TRUE ON-LINE dupla conversão com possibilidade de paralelismo redundante, dividindo a carga e garantindo, que em caso de manutenção ou parada de uma unidade, o outro nobreak assume a carga com tempo zero, sem interrupção.

Outro requisito fundamental, na falta de geradores alternativos de energia, é a capacidade de alimentar as cargas durante longas faltas de rede, ou seja, ter grandes autonomias com baterias especificas e tempo de recarga o mais curto possível.

Aliado ao sistema de nobreaks, na área medica encontram-se quase sempre grupos geradores, em sua maioria diesel, responsáveis pela alimentação de todas as cargas, entre elas iluminação de uso geral e elevadores.Estas cargas causam variações dinâmicas de tensão e frequência, que devem ser suportadas pelo nobreak, e este por sua vez. Deve consumir do gerador uma energia com alto fator de potência e baixa distorção, pois do contrário os geradores podem não funcionar corretamente.Esta interação com os geradores obrigam os nobreaks para área criticas serem compatíveis, com baixa distorção, alto rendimento, serem do true online dupla conversão, e algumas vezes, comunicarem via interface com os geradores, para efeito de operações sincronizadas e especificas, afim de aumentar a confiabilidade do sistema.

Para aplicações móveis , como Home care e emergenciais, torna-se necessário que o equipamento nobreak trabalhe em condições adversas de tensão, aterramento, e muitas vezes, temperatura, pois podem ficar em residências ou áreas adaptadas.Ter recursos de isolação galvânica, aceitar grande variação da tensão de entrada  sem utilizar as baterias, estabilizando a tensão de saída com precisão de + ou-1 %, ser bivolt automático, são itens a serem especificados, além da mobilidade e resistências (invólucro, rodízios, NR10,proteção contra impactos. etc).

Outro conceito importante são as interfaces de automação e comunicação da Linha SunBR com diversos sistemas de controle, cada vez mais presentes em hospitais e clinicas, visando reduzir riscos e executar operações de manutenção preditivas e preventivas, de forma continua e rápida, sem paralização de atividades, que na maioria das vezes, são ininterruptas.Interfaces do tipo we, SNMP, ethernet, contatos secos, aplicações para celulares podem ser ferramentas incorporadas na linha SunBR úteis para este fim.

No seguimento de exames e análises, como as de imagem, os nobreaks devem ser capazes de fornecer uma energia totalmente limpa , sem ruídos ou deformações, especificando assim , equipamentos com filtros de alta e baixa frequência,  e onda com distorção menor que 2%.

Ruídos, sujeiras e imperfeições na onda senoidal de energia podem causar dificuldade na interpretação dos diagnósticos de imagem, como ressonância e ultrassom,  gerando chuviscos, variações de contrastes, e prolongamento dos exames, provocando aumento de custos, e desconforto para os pacientes.

A Linha de nobreaks SunBR possui estes recursos incorporados e dimensionados nos modelos que vão de 1 até 25kva, podendo ser paralelados até 75kva, com recursos de gerenciamento.