Conversores Industriais RTA BRT

Conversor Industrial

A família de produtos e soluções para conversão em CC e CA da RTA visa a customização da solução demandada pelo mercado, desde uma unidade a milhares. O projeto dirigido a aplicação garante confiabilidade, redução de espaço, alta eficiência e qualidade de energia aos consumidores, com racionalidade no custo final da solução. Operam com qualquer tipo de fonte CC e CA, podendo incorporar soluções múltiplas de saída em CC e CA.

Amplamente utilizados em aplicações industriais e de telecom, principalmente nas configurações para subestações, instrumentação, ferrovias, aeroportos e retransmissoras que possuam fontes de alimentação existentes que demandam alteração em sua grandezas de tensão ou frequência, podendo ainda serem fabricados com de quadros de distribuição, e redundância. Diferentes interfaces são ofertadas de acordo com a definição da solução.

Os conversores estão em processo de franco crescimento no mercado, devido as vantagens inerentes de sua utilização aproveitando as fontes de energia existentes nas instalações, que são em sua grande maioria de grande capacidade e com baterias de longa duração, ou alta confiabilidade e de alto investimento.Adicionam se conceitos de redundância, com rápida e fácil manutenção, com recursos de plugin e hotswapp incorporados. São aplicados em cargas de missão critica com alimentação CA e CC como automação, controle e instrumentação, principalmente no segmento GTD (Geração, Transmissão e distribuição de energia), e nas áreas industriais e de telecom.Basicamente as cargas criticas tem padrão de alimentação distintos, e demandam uma fonte CA/CC segura para cargas criticas.Para garantir a confiabilidade desta alimentação a estas cargas criticas adiciona-se ao sistema conversor, com capacidade de alimentar a carga em regime online ou em standby.

O uso de conversores é orientado para os requisitos críticos de suportabilidade ao ambiente da instalação, a confiabilidade do sistema, ao MTBF (mean time between failure), e principalmente a rápida manutenção, reposição do sistema, ou MTTR (mean time to repair). A questão do espaço ocupado é critica devido a concentração de equipamentos existentes, e geralmente é uma solução implantada durante expansões, retrofit e manutenções de sistemas existentes. Considerando-se que estes sistemas a serem alimentados encontram-se isolados e em ambientes agressivos, a durabilidade e robustez são os fatores mais importantes de projeto.Recursos como proteção contra curto circuito e sobretemperatura são itens obrigatórios.

O conversor BRT é construído atendendo os padrões e normas atualizadas no mercado brasileiro e internacional, destacando-se:

  • NR10, Anatel (padrão Telebras), NBR5410, normatizações internacionais de referência;
  • Podem ser fabricados nos mais diferentes invólucros metálicos, com grau de proteção desde ip20 até ip65, em cores normatizadas do cliente.Para unidades pequenas o formato rack 19 pode ser aplicado;
  • As capacidades vão de 300va até centenas de kvas, limitados sempre pela máxima tensão de entrada CC, que pode ser 12Vcc / 24Vcc / 36Vcc / 48Vcc / 72Vcc / 125Vcc / 220Vcc / 380Vcc, etc;
  • As tensões de trabalho podem ser monofásicas, 110 ou 220V ou até trifásicas em 208, 220, 380, 440, 480 e 690Volts, 50 ou 60hz em CA, e de 12V até 800Vcc, conforme modelo e projeto;
  • A linha BRT de conversores pode contemplar uma interface para monitoração das medidas, alarmes e histórico de eventos, bem como comandos como ativação, instrumentos, sinalizações, entre outros;
  • Estão disponíveis versões customizáveis, permitindo que sejam adicionados ainda ao projeto quadros de distribuição QDCA, chaves estáticas independentes, transformadores isoladores na entrada ou na saída, etc.

Foto do Produto

A serem definidas pelo usuário.

Podem variar com base em cada solução.